domingo, 7 de novembro de 2010

A Ilusão Do Amor Que Nunca Foi Amor

Houve um tempo em que eu pensava que amava alguém desesperadamente e que também era correspondida, não na mesma proporção do meu amor, pois sempre soube que meu amor era muito maior, mas ainda sim pensava que a pessoa me amava. Como eu pude estar cega durante tantos anos ? Como eu pude permitir que essa pessoa me enganasse por tanto tempo ? Tenho me questionado sobre isso durante algum tempo.

Vivi durante muitos anos na ilusão de que a pessoa amada também me amasse, me respeitasse, tivesse carinho e consideração por mim. Ledo engano, enquanto eu dei tudo à ela: amor, carinho, atenção, compreensão e respeito, só recebi em troca falta de respeito, falta de carinho, falta de consideração, falta de amor, falta de tudo. Não que eu esperasse algum retorno daquilo que fiz, pois jamais fiz as coisas esperando algo em troca, mas esperava, pelo menos, respeito. Algo que não houve. Custo a acreditar que isso esteja acontecendo, pois eu estava muito cega por esse amor absurdo, que me consumia em chamas. Amei demais e nunca fui amada. Hoje me dou conta disso, embora, no fundo da minha alma, sempre soubesse disso. Todos tentavam me alertar para o fato, mas eu não queria ver. O fato é, bem no fundo da minha alma, eu não queria enxergar o que todos viam, pois assim não iria sofrer essa grande desilusão. Mas, chega um dia que temos que encarar essa verdade de frente, sem máscaras e sem ilusões, pois por pior que ela seja, ainda sim é melhor sofrer um pouco agora do sofrer uma vida inteira por algo que nunca existiu. Na realidade, eu sofria por algo que nunca tive, embora achasse que tivesse. A vida é estranha, pois vivemos e acreditamos em algo efêmero, irreal e transitório, pois o amor verdadeiro permanece pela eternidade. Todavia, quando não há amor, não há nada que perdure, há apenas uma grande ilusão. Achamos sempre que o dia de amanhã fará as coisas melhorar, porém, ele não faz, mas mesmo assim continuamos crendo, ingenuamente, que tudo vai mudar, entretanto nada muda. Ai, um belo dia, acordamos com a realidade batendo de frente em nossos rostos e vemos que o castelo desmoronou. O que fazer a seguir ?



No começo pensamos que é apenas uma fase, que é passageira e não queremos enxergar aquilo que todos já tinham visto. Achamos que vamos nos reconciliar, tudo irá ficar bem novamente. Mas o tempo passa e nada muda, daí percebemos o quanto nos iludimos achando que o outro nos amava como nós o amamos, nos damos conta que nunca houve amor real da outra parte e que sempre amamos sozinhos. Pensamos que vamos sofrer, chorar, achamos que o mundo vai acabar e que nós vamos morrer por causa disso. No entanto, nada disso acontece e a vida continua. Só então nos damos conta da nossa força, da nossa capacidade de morrer e renascer a cada dia. Assim como a fênix renasce das cinzas, nós também renascemos, mais fortes, mais capazes, mais felizes. E aquele que parecia ser um tormento sem fim, que nos tirava o chão, o sono, a alegria de viver, vai ficando muito pequeno, distante, sem sentido e novamente nos perguntamos como isso é possível ? Onde foi parar a minha dor insuportável ?

A vida novamente nos faz seguir adiante, não importa como nos sintamos por dentro, porque precisamos continuar caminhando na nossa jornada diária. Aonde esse caminho vai nos levar, não sabemos, mas precisamos crer que o final da estrada é mais bonito, mais florido, mais colorido e mais perfumado, senão ficamos perdidos no meio do caminho. É essa crença que nos leva muito longe, por caminhos que jamais pensamos em trilhar e que nos devolve a alegria e a vontade de continuar vivos. Não importa o quanto estejamos feridos, machucados, desiludidos e perdidos há sempre uma luz no final do túnel. Embora isso pareça um clichê e é, essa é a mais pura verdade. Pois através dessa caminhada, morremos e nascemos melhores e, no meio do caminho ficaram as coisas que eram efêmeras e ilusórias, que não eram sólidas. Aquele amor tão forte, hoje nada mais é do que uma sombra do passado. Doeu ? É claro que sim. Valeu a pena ? É claro sim. Mas, como disse o poeta “que seja eterno enquanto dure”, pois saímos disso tudo melhores e prontos para outros amores, outras alegrias, outros sofrimentos e outras desilusões, mas é disso que a vida é feita. E para que o novo nasça, o velho precisa morrer...Então, viva o novo e não desista jamais da sua caminhada...

(Artigonal SC #960007)
http://www.artigonal.com/cronicas-artigos/a-ilusao-do-amor-que-nunca-foi-amor-960007.html
patricia fraguas

Um comentário:

Rose Alves disse...

Nossa esse texto caiu do céu....gostaria de agradecer, pois ele me fez ver o que estava tão evidente....a vida é assim, precisamos de um empurrão para ir pra frente....bjks!!!!

Amor é um fogo que arde sem se ver, é ferida que dói, e não se sente; é um contentamento descontente, é dor que desatina sem doer.É um não querer mais que bem querer; é um andar solitário entre a gente; é nunca contentar se de contente; é um cuidar que ganha em se perder.É querer estar preso por vontade; é servir a quem vence, o vencedor; é ter com quem nos mata, lealdade.Mas como causar pode seu favor nos corações humanos amizade, se tão contrário a si é o mesmo Amor? Luis de Camões

Amor Felíz

Dicas para namoro, noivado, casamento e relacionamentos amorosos em geral.

Simpatias, magias de sedução, receita de perfumes, dicas de estérica, astrologia, cartomancia e muito mais.


QUE VOCÊ TENHA UM AMOR MUITO FELÍZ!

.

NAVEGUE PELO BLOG E LEIAS DICAS LEGAIS

OS RELACIONAMENTOS SÃO COMPLEXOS.
PRECISAMOS DISPOR DE RECURSOS PLURAIS.
POR ISSO AQUI VOCÊ ENCONTRA TEXTOS SOBRE AMOR E AUTOESTIMA, BANHOS DE ATRAÇÃO, MAGIAS,
TERAPIAS ALTERNATIVAS, ESTÉTICA, E MUITO
MAIS.
TODAS AS CATEGORIAS DE POSTAGENS SÃO ATUALIZADAS REGULARMENTE.

SEJA BEM VINDA OU BEM VINDO!
E OBRIGADA PELA VISITA!

Postagens populares

POMBA GIRA CIGANA

POMBA GIRA SETE SAIAS DO CABARÉ